Aos amigos.

Aos amigos.

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..
Amar é sentir a sensibilidade de uma flor.

31 de dezembro de 2012

"Recomeçamos com Alegrias"!

Amigos que conquistei neste Ano que se finda.

Uma última postagem nessas poucas horas que restam para
um Novo Ano recomeçar.

"Quando nos afastamos do brilho das estrelas e
a delicadeza da lua

"Seremos pontinhos negros na imensidão
Celestial"

Recomeçamos com alegrias,

Transparências e dignidade.

Não esqueçamos da fraternidade
Amor e Caridade.

Espero todos no Novo Ano que logo estará iniciando.


"FELIZ  ANO  NOVO"

Texto-Carmen Lúcia-imagem-petitimiminecenterblog-net

Encostas do Mar!

Vestida em branco,com
Nuances azul e rosa
Eu quero pisar

Sobre as flores
Nas encostas do mar.

Retrospectivas irei fazer.

Tentando refazer
Tudo que percorri
Com prazer.

Sentirei as ondas batendo nas rochas
Deixando respingos prata
Que caem sobre as encostas.

Um pensamento ao léu
Me faz renascer
E ver
Águas
 Cobrindo meu
Olhar em rendas para
Não esquecer
A singeleza de uma noiva
Que encobre-se na
Beleza de um véu
Faço a retrospectiva
Sendo no entanto
A suave brisa que
Reprisa um percorrer
Distante
Em flashes da
Minha vida.
Uma vida
Percorrida,por sonhos
Concretizados e
Sempre abençoados.
As sete ondas aqui não irei
Saltar
Mas
O profundo oceano
Sobrevoarei com
Voo rasante e sereno.

E pousarei entre flores

Nas encostas do mar! 

Texto-Carmen Lúcia-imagem-petitemiminecenterblog-net









30 de dezembro de 2012

Um Novo Ano Promissor!

 
Olhos cerrados e mãos entre abertas.

Uma oração partindo da primícia,

de um Ano Novo que inicia,

realizando novas descobertas.

Absorta em
absoluta plenitude,sabe que sua
atitude,foi
a virtude em ter sido
verdadeira,a todos momentos
precisos.

Espera na verdade,neste Novo Ano
a prosperidade em grande conquista.

Haja vista,

que conseguiu

desatar!

Nós atados,que estavam amarrados,

e foram soltos,com a certeza

de um recomeço sem incertezas.

Restando a beleza
do início de um Novo Ano
dourado em realeza.

Que esse dourado esplandeça luzes
à brilhar como
estrelas iluminando caminhos.

Como ninhos,aconchegantes
e desafiantes sobre novos
horizontes!

Que sejam lançadas as sementes,
com amor,
para um Novo Ano promissor!

Texto-Carmen Lúcia-Imagem-petitemiminecenterblog-net








29 de dezembro de 2012

"FELIZ 2013"!

Que seja um Ano de muita Paz,Esperança e Saúde.

Que possamos colorir como as cores do arco íris a nossa vida

Neste novo Ano que irá iniciar.

Que possamos ter essa Paz e passá-las aos nossos irmãos.

Que possamos ter a Esperança e nossos sonhos concretizar.

Que possamos ter Saúde para podermos caminhar  juntos

 entrelaçando nossas mãos.

Desejo a todos os meus amigos um Feliz 2013 e que Deus nos permita estarmos novamente com essa amizade virtual. 

Obrigada aos amigos de outros Estados,amigos de outros Países.

                "A amizade não tem fronteiras nem Limites"!

         Texto-Carmen Lúcia-Imagem-petitemimine-centerblog-Net

28 de dezembro de 2012

A bailarina Juliana!

Essa seria mais uma apresentação para
Juliana.
Sempre muito alegre,seus ensaios já demonstravam sua
desenvoltura que seria no palco.
Rodopiava vestida em suntuoso vestido branco e sapatilhas
de cetim.
Chega o momento da apresentação,o teatro lotado aplaude em pé a grande bailarina,muito séria,ela gira em pontas,adquire equilíbrio e começa a dançar.
Todos aplaudem o grande espetáculo.
Juliana em desafio ao seu próprio corpo gira demais e cai.
Ouve-se um burburinho e depois um silêncio absoluto,desacordada é levada ao socorro mais próximo,não há mais tempo,a bailarina sofreu uma lesão na coluna e nunca mais poderia dançar.
Muito triste ela desafia sua própria vida e começa
após muitos anos dar alguns passos sempre com a segurança de um apoio.
Como um milagre,começa com pequenos giros tenta ficar na ponta dos pés;às vezes caindo e outras conseguindo.
Com muito sacrífico eis que Juliana consegue ficar firme,mas já era muito tarde,os anos passaram e a deixaram sem mobilidade de uma jovem,pois dessa forma não poderia mais ser uma grande bailarina.
O sonho acabou e Juliana sofrida, começou a ficar sem vontade de viver,sentia-se muito deprimida.
E assim,acabou entregando-se a monotonia de apenas ouvir as músicas que a fizeram verdadeira diva,quando rodopiava diante aos aplausos daqueles que assistiam seu espetáculo.
Um espetáculo que ficou marcado,onde Juliana com sua jovialidade encantava a todos com seu suntuoso vestido branco e sapatilhas de cetim.
Um sonho que acabou para a grande bailarina.

Autoria-Carmen Lúcia-Imagem-petitemimine-centerblog.net

27 de dezembro de 2012

Suave Brisa!

Ouço nesse silêncio o
vento soprar

Chega aos meus ouvidos a
me estontear

Meu rosto recebe esse soar
Quase como uivar.

Um medo estremece meu corpo
e fico à ouvir o sopro

Um barulho estonteante,
emocionante.

Meu toque é inseguro e trêmulo
esperando para que seja um momento
efêmero. 

O medo me paralisa
e nesse  instante
o vento transforma-se
em suave brisa!

Texto-Carmen Lúcia-Imagem petitemimine-centerblog-net






Maria Clara!

Maria Clara sentia-se menina e mulher.

Longos cabelos dourados caíam sobre suas costas.
Olhos azuis da cor do céu,um sorriso brejeiro e encantador.
Em sua mente de menina mulher,realçava seus lábios em tom
rosado para que não ficasse vulgar e  não pensassem que teria tanto fulgor.
Suas vestes refinadas em cetim e bordados de renda,traziam
aquela beleza e singeleza.
Às vezes ficava à espera, do príncipe que iria aparecer com vestes de nobreza.
Mas em seus pensamentos,o lamento era transparente pois
sabia que não existiria,um príncipe que a queria.
Real afeto seria pura fantasia e Maria Clara se constrangia
quando via um rapaz, que príncipe não seria.
Não saberia como se comportar se fosse o
príncipe que estava à esperar.
Namorar,nem pensar!
O pobre rapaz que a cortejava,via que não realçava qualquer
manifesto em seu olhar.
E ela continuava a pensar,no nobre príncipe que iria chegar.
Muito tempo esperou e ele não chegou.
Maria Clara se transformou e com muitos encantos ficou.
Sobrou o sorriso brejeiro,os cabelos cortou,o azul dos olhos agora bem delineados e lábios em cor de rubor,tornou-se de menina mulher uma encantadora
e sedutora,
Senhora Mulher!

Texto-Carmen Lúcia-Imagempetitemimine-centerblog.-net




Um Reduto de flores!

Com asas de anjo
Posiciono-me para flutuar.

Alcanço no imaginário o
extraordinário.
Como se fosse uma borboleta
a voar!

Um reduto onde flores pinceladas de
azuis,
compõem-se junto ao vestimento,
igualando-se a cor do firmamento.

Pistilos dourados em meio as
pétalas,
colorem esse espetáculo,
exalando
grandes aromas.

Nuances que caem
como orvalhos
prateados,
entre folhagens e
ramagens.

Com pés descalços sinto 
a leveza florida,
que chega à transpor
essa imagem,
a minha íris colorida!

Texto-Carmen Lúcia-Imagem petitemimine-centerblog-net

 




26 de dezembro de 2012

Um novo Amanhecer!

Entre o Céu e a luz
Do entardecer

Recomeçamos para
Um novo amanhecer. 

Enlaço-me em seu abraço
Ficando somente um pequeno
Espaço
Para nos fortalecer.

Próximos sentimos um
Fim de tarde quase
A escurecer

Nossos corações pulsam
Em batidas descompassadas.

Nossas mãos tremulas seguram-se
Embaraçadas

Repassamos essa energia
Que nos Inebria
E nos contagia.

Eis que surge de repente
Sem ficar ausente
Um prateado do luar

Levando o sol a se esconder
Trazendo a luz da lua
Em um novo esplandecer

E assim juntos enamorados
E abraçados 
Ficamos atoleimados
À espera das estrelas ao
Anoitecer.

Simplesmente para recomeçarmos
Em um novo amanhecer!

Texto-Carmen Lúcia-Imagem-laviekiki-centerblog.net



Inexplicável!



O explicável do
Inexplicável.

Solidão sem
Explicação!

Remotos pensamentos
Relembrados em juramentos.

Um poder enigmático de amor
E  paixão.

Promessas perdidas e
Retraídas 
Percorrendo um caminho sem solução.


Em tropeços
Procura recompor
A cura dessa dor.

Uma dor que destrói,calá-se e
Agonia
Recapitula a junção
Da emoção
Destruída em um coração

E agora segue em desencanto
Com o pranto de
 Asfixia
Precisando sair dessa
Inexplicável desarmonia.

Restando somente o explicável do inexplicável....

Texto-Carmen Lúcia-poesiasdelcorazon-centerblog--net.





25 de dezembro de 2012

Fim do Natal!

Mais um Natal que chega ao término.

Sonhos de crianças na espera do bom
Velhinho.
Muitos pensam que está perdido por
Entre meios do caminho.

Dormiram ao som dos sinos e dos
Encantos do boneco de neve
.
Sonhos ficaram adormecidos
Na lembrança de uma visita breve.

 Papai Noel,chegaria
Com suas renas
Em doçuras plenas

Trazendo os presentes pedidos
Que por eles foram escolhidos.


Alguns ficaram somente
Escritos em pergaminhos ou
Em folhas de papel

Talvez caídas  nas matas
Pelas mãos do querido Papai Noel.

Nem sempre ele consegue chegar
Até aqueles que deseja
Presentear.

Mas todos esperam pela grande noite
E com ele querem encontrar

Mesmo que estejam bem distantes
Quem sabe em abrigos
Carentes.

Onde parentes

Demoram a visitá-los

Outros residem em lares
Pobres

E o lindo presente teria

Que ser

Quem sabe um alimento 

Para que possam sobreviver.

Mas o sonho continua e a espera
Não ficará ao léu

A visita será feita e abençoada
Pelo Divino Papai do Céu!

Texto-Carmen Lúcia-Imagem noeleconfety-centerblog-net




24 de dezembro de 2012

A espera pela vinda de Cristo.

Está história poderia ser a de qualquer um de nós:de Maria,de Mário,de Isabel,de Francisco,de Antônio.Entretanto,chamamos o personagem pelo nome de Geraldo.
Geraldo era um homem que vivia sozinho,isolado de todo o mundo,ou melhor,ele se isolava a si mesmo fechando o seu coração,talvez por causa disso vivia insatisfeito,ele achava a vida escura,sem graça.
Um belo dia,era por ocasião de Natal,Geraldo teve um sonho no qual ouviu o seguinte:"Geraldo,amanhã você receberá a visita do Menino Jesus".
Geraldo levantou-se bem cedo,arrumou a casa,matou um frango,preparou um almoço bem gostoso,vestiu a melhor roupa que tinha e começou a esperar.
De repente ouviu passarinhos e uma leve batida na porta.
Geraldo apressou-se em abri-la e....era um menino qualquer pedindo um copo d'água.
Geraldo ficou zangado,queria mandar o menino embora dizendo que não tinha água,mas acabou servindo o menino.
Passou certo tempo e novamente alguém bateu a porta.
Era uma senhora idosa que morava meia légua distante.
"Senhor Geraldo,me desculpe,mas chegou visita em minha casa,acontece que acabou meu feijão e açúcar;será que o senhor poderia emprestar um pouco dos dois?"
Geraldo meio impaciente,virou as costas e resmungando,porém sem jeito,deu o que a senhora tinha pedido.
Depois que ela saiu começou chover,primeiramente devagar,depois mais forte,era um verdadeiro temporal.

O tempo passava,a mesa estava posta,a comida prontinha,mas nada do Menino Jesus.
Ele ouviu o barulho de um carro,passaram-se 5 minutos,alguém abriu o portão e diz:Ó de casa!
Geraldo abriu a porta.
Boa noite disse o homem,o meu carro atolou,por favor,queira me ajudar um momento.
Sumamente incomodado,Geraldo seguiu o homem pela chuva,arregaçou as mangas e pôs-se a ajudá-lo.
Depois de meia hora,conseguiram tirar o carro,mas lá se foi a roupa bonita de Geraldo,molhada pela chuva e suor,toda cheia de lama.
Nesta altura,Geraldo convidou o homem a entrar,a fim de lavar as mãos e uma vez dentro,vendo o frango assado e cansado de esperar pelo tal Menino Jesus,sentou-se à mesa e repartiu a refeição com o homem.
Já era tarde,quando o homem se foi,Geraldo ficou só,desanimado e decepcionado com o sonho,no entanto,ele precisava 
desabafar-se,soltar as mágoas e por isto ajoelhado,cobrindo o seu rosto com as grandes mãos,começou a pensar e refletir sobre o sonho.
E então em silêncio da noite,Geraldo fez a maior descoberta de sua vida.
Era como se ele ouvisse uma voz que dizia:

Geraldo!Hoje você me recebeu três vezes,aquele menino pedindo um copo d'água,aquela senhora a qual você deu feijão e açúcar,aquele senhor que você ajudou,era Eu,pois lembre-se da minha palavra:

"Todas as vezes que fizestes um beneficio a um dos meus irmãos pequeninos,foi a mim mesmo que o fizestes"
Um estranho calor invadiu o coração de Geraldo,ele inclinou o rosto sobre a mesa,sentiu-se leve,parecia que uma luz o envolvia e então com voz tremula de emoção balbuciou:

"Obrigado Senhor,muito obrigado pela vossa vinda"!

Texto- de Henrique Kamps

Imagem-Noeleteconfety-centerblog.Net.

"FELIZ NATAL"
 Carmen Lúcia

Obrigada amiga Marylu.

Obrigada amiga Marylu do blog-http//:olhosazuisepretos.blogspot.com.br

Marlene,você é simplesmente maravilhosa.

Sempre com essa doçura formosa.

Seus poemas nos encanta em
Verso e Prosa.

Retribui sem exigir carinho e 

Emoção.

Amiga você estará sempre dentro
do meu coração! 

Desejo à você e a todos seus familiares,um Natal repleto de muita Luz e muitas bençãos do Menino Jesus.
Um 2013 com Paz,Esperança e Saúde.E neste ano que logo estará iniciando possamos nos deleitarmos com seus lindos poemas e versos
Bjs.

Carmen Lúcia



21 de dezembro de 2012

Solidão!

Solidão triste e nostálgica.
Abruptamente chega rompendo as
entranhas
corroendo como
barganhas
das emoções
sentidas em
corações.

Lentamente se instala
em momento preciso
por motivo sem nexo
chegando ao ápice
depressivo.

Renega ajuda.

E a ajuda será precisa,
no momento certo.
E com afeto,
restruturar esse coração
saindo da solidão.

Texto-Carmen Lúcia-Imagem-chezmamietitine-centerblog-net



Um Ritual de magia Musical!

Um ritual de magia toca meu coração.
Uma emoção que transcende!

Transcende antigos gestos,
em pequenos
manifestos,
como rituais,em forma
de 
notas musicais .


Escondidas e perdidas,
dançam como dançarinas
ao
 toque dessa magia,
que 
em sintonia
percorrem como
poesia
à
essa doce fantasia.

O violino esconde-se e
responde
aos acordes perdidos.

A música fica,
bailando 
no ar.

E nesse ritual
musical,
confundem-se com magia,
levando-me à pensar em uma....

Imensa nostalgia!

Autoria-Carmen Lúcia-Imagem-chezmamietitine-centerblog-net

Fim da Primavera!

Mais uma primavera que se vai.
Saúdo os pássaros que encantaram e
Cantaram em meu jardim

Saúdo as flores que se abriram e
Cobriram como um tapete
sem fim

Saúdo as borboletas que
Pousaram e repousaram
Suas asas sugando o néctar
Dos perfumes de jasmim

Saúdo as árvores em flores
Que deixaram lembranças
à muitos amores

Saúdo as tardes coloridas
Que ofuscaram minha íris
em finais primaveris

Saúdo agora o Verão que chega
Quente e
Ardente como meu
Coração!
Texto-Carmen Lúcia-Imagem Chezmamietitine-centerblog-Net
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos

Amigos

Flores com carinho.

Flores com carinho.