Aos amigos.

Aos amigos.

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..
Amar é sentir a sensibilidade de uma flor.

30 de setembro de 2015

Pincéis do Divino Escultor.

Saúdo as gaivotas com seus voos exuberantes,desfilando entre fragas e procurando um pouso sobre águas.

Saúdo o sol que inicia o dia,cumprimentando com seu dourado toda a encosta do mar.

Saúdo as ondas chegando aos meus pés e retornando ao encontro das marés.

E com vestes esvoaçantes,faço um pouso sobre pedras,recebendo o ar repousante vindo de alto mar.

E assim...

"Com toda essa beleza que há,somente fico a pensar o quanto a natureza está entristecida por já terem esquecido que ela foi desenhada por mãos de um escultor,que mesmo sem tintas e pincéis foi colorindo cada canto,para nos premiar com seus encantos,presentes vindos dos céus."

Que todos saibam,agradecer e saudar as esculturas feitas com as mãos do nosso Divino Mestre.

Carmen Lúcia-imagem-Google.

29 de setembro de 2015

Sorrisos no meu e teu olhar.

Vejo um sorriso em teu olhar,vejo lábios pedindo para tocar os meus.

Cada palavra de amor são suplementos fortalecidos aos nossos sentimentos.

Peço-te para brindarmos com beijos selados e adoçados de desejos. 

Nossos ideais se completam,e 
unimo-nos para seguirmos os caminhos das descobertas.

Descobertas de amar,de olhar e de acariciar cada gesto feito,cada toque em nossas peles.

Sentimos arrepios,chegando ao limite de aderências e confidências.

Esse é o momento desejado,e sobre juras de paixão a nossa entrega é feita através do entrelaçar de nossas mãos e dos nossos corpos, nos instantes de nos amar e completar essa sedução.
E aí vejo...
Sorrisos no meu e teu olhar.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

28 de setembro de 2015

Alma sofrida.

Como flechas cravadas em um corpo seminu,esse é o sentimento de um ferimento profundo.

O manto recobre a ferida e quase desfalecida,suas mãos seguram o sangrar imperceptível e instalado dentro de uma alma sofrida.

Um gesto apenas...

Apenas um gesto,fará cicatrizar essa dor pela angústia retida de um coração despedaçado por uma decepção sentida.

Como mártir,o pedido é para não atingir essa cruel despedida.

Murmúrios ouvem-se,mas por serem ínfimos são abafados.

Apenas lágrimas gotejam e caem como um rio desejando chegar com naturalidade as suas margens,para não
 esvaírem-se entre as correntezas como miragens.

E assim...

Resta à espera da retirada desse sofrimento dolorido de uma ferida exposta na pele,atingindo entranhas e derme.


Carmen Lúcia-centerblog.


25 de setembro de 2015

O aroma do mar.

Esse aroma do mar,transfere aos nossos corpos umedecidos,os sentidos de amar.

Como náufragos procuramos esse esconderijo buscando o sorriso da lua a nos observar meio tímida,e já tentando esconder-se nesse anoitecer.

Nossas juras de amor são compactuadas por beijos e desejos.

Sentimos esse calor da paixão,mas resfriamos nossos corpos ficando imersos sobre águas salgadas,e assim...

Pelo contado úmido,acalmamos essa intensa sedução. 

Busco cerrar meu olhar e sentir o roçar da tua face nas minhas,e nesse momento, compreendemos que não há limite para o amor diante do esplendor do firmamento.

A linha imaginária do horizonte,mostra o amanhecer nos cumprimentando com o acenar do sol nascente.

Somos levados como um barco deslizando até as encostas,para finalizarmos esse sonho...

Em juras e propostas.

Ah...
 O aroma do mar,em momentos de amar.

Carmen Lúcia-Imagem-centerblog.


24 de setembro de 2015

Encontro preciso de noss'almas.


Por tantos caminhos percorridos procurei por ti,e a sabedoria de minh'alma levou-me ao paraíso para quem sabe...

 Encontrar entre a luz e a paz,um fortalecimento preciso.

Réstias mostram nesse infinito espaço que estás bem perto,mas somente vejo um manto
 cobrindo-me para não sentir frios em arrepios.

Fico leve e nesse momento me aqueço.

Enlouqueço e necessito 
ver-te,para ancorar meus braços aos
 aos abraços teus.

Seguiremos juntos nesse trilhar percorrido.

Iremos procurar um descanso,para unir noss'amas que um dia foram escolhidas a uma entrega nesse abrigo.

Sejam por caminhos sinuosos ou trilhas pedregosas,elas se reencontrarão em um encontro preciso.



Carmen Lúcia-Imagem-Google.















23 de setembro de 2015

Musa inspiradora do meu versejar

Um sopro,para que viva sem despetalar.

Uma segurança de minhas mãos a faz tão imponente,e tu muito sutilmente despertas para receber a carícia de amar.

Acetinadas de cor rubor,tuas pétalas sobressaem como figurante de um espetáculo e teus coloridos marcados,são como risos doados.

Entrego-te para que seja a rainha,te carrego para que não caias em dormências.

Somente a ti me reverencio a tua beleza,e a descrevo como rainha da natureza.

Eu a recebo como musa inspiradora do versejar
de meus versos,e os entrego aos rascunhos,para assim...

Poder poetizar.

Feliz Primavera.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.


22 de setembro de 2015

O pedido.

Que essa luz possa clarear um pensamento obscuro.

Que meu corpo receba essa entrega de alma,e possa suportar a amplidão de um céu,quase noturno.

Canções vindas de longe,são ouvidas como sussurros de anjos em cânticos de harpas.

Como solfejos tocados,ouço as nuvens  pedindo em coro,a canção dessa noite sorvendo dos meus lábios a palavra amar.

E nesse mágico mundo,me entrego para ouvir o balançar dos ventos atingindo minhas vestes,que revestem em transparência meu corpo,mostrando ser pedinte de um grande amor.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.


21 de setembro de 2015

Chegada da Primavera.

Primavera chegando,e com suas flores sorrindo em elegâncias,alegram os poemas e poesias com suas inebriantes fragrâncias.

As rosas mostram suas cores e multi cores,azaleias passeiam nas alamedas entre as violetas,margaridas e jasmins,estendendo-se em todos os florais dos jardins.

Borboletas esvoaçam suas asas e mostram-se em festas.

Os campos abrem passagens para serem bem vindos os trigais.

E assim chegará mais uma estação Primavera trazendo alegria e mostrando em cada poesia o rimar de palavras,sempre com a floração de uma paixão.

Seja bem vinda Primavera que se inicia dia 23 de Setembro.

"Desejo a todos os amigos,principalmente do Brasil onde se inicia a Primavera,que tenham muitas alegrias e que possam sorrir quando estão diante de uma flor".

Para vocês com carinho esse pequeno mimo doado com amor.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.


18 de setembro de 2015

Entrego a ti.

Entrego a ti,o azular desse mar e o sol dourado escondendo-se no horizonte.

Entrego a ti,a calmaria chegando à areia,fazendo-nos um convite para pisarmos sutilmente e sentirmos a brisa envolvente.

Entrego a ti,meus lábios pedindo teus beijos,para recolhê-los e guardá-los entre tantos desejos.

Veja!
A lua ainda não apareceu,mas chegará ao entardecer,e juntos velaremos nossos sonhos até o dia amanhecer.

E assim,com todo esse esplendor da natureza...

Entrego a ti,minha vida com juras de amor,para nesse paraíso perfeito,chegarmos ao ápice de amar,sobre os olhares das ondas do mar.

Entrego a ti....

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

17 de setembro de 2015

Restam apenas...




Que eu possa transformar minhas vestes em asas,ensinando-me como pousar em terra fértil.

Que as linhas da terra em que piso,sejam revestidas com o plantio do amor,e assim com aragens dos ventos e águas do orvalho caídas do céu,serão irrigados os mantos que revestem os campos em celestiais véus.

Que réstias sejam bem vindas,e iluminem sem lamentos pensamentos daqueles que no plantio não souberam adubar a terra com amor,e a deixaram insanas com lágrimas de dor.

Restam apenas esperanças de...

Um adubar preciso,e que a colheita seja farta.



Carmen Lúcia-imagem-ange-0259-centerblog.

16 de setembro de 2015

Porto do teu abrigo.


No final do horizonte,procuro encontrar um ponto que me leva ao porto do teu abrigo.

Sei que não estás,mas tento alinhar meus olhos nesse sublinhar do mar,e ver quem sabe....teu olhar à procura dos meus.

Mas quanta quimera...

 Um desejo de ter os teus beijos e 
ver-te chegando aos abraços que te esperam, nos em laços dos meus braços.

Uma espera que fica além do mar,além do limite linear do oceano e da terra.

Aqui fico sempre à espera pela tua chegada,desembarcando na minha morada.

Em subjugo do teu amor,acalento esse momento,como tua confidente e amada que jamais se desespera,e fica nessa expectativa de apenas encontrar... 
Um aceno vindo pelas águas do mar.

Para sempre te amar.

Carmen Lúcia-imagem-Google.

15 de setembro de 2015

Ah...Como te espero.

Ah...Como te espero...

Quanto sentimento sobre cai através das águas,deixando juntarem-se às lagrimas da tua partida.

Pétalas aguardam adormecidas e tristes para aromatizar o momento da tua chegada e das palavras de amar.

Ah...Como te espero...

Não deixes a nossa flor preferida sentir a mágoa desse umedecer triste,deixes que viva e sobreviva no aguar da vida.

Ah...Como te espero...

Sejas breve,para sentir o mesmo aroma quando fostes naquela tarde radiante...da estação primavera.

Carmen Lúcia-imagem-Google.

14 de setembro de 2015

Sublimes sentimentos.




Noite silenciosa levando-nos aos desejos e
sentimentos.

 Sentimos a sensação de estarmos com nossos corpos leves, para uma entrega absoluta.

 Ficamos emudecidos,e nos silenciamos nesses momentos de amar.

Momentos enternecedores chegam ao auge do nosso encontro,e deixam-nos ouvir um soar de sussurros como cânticos de anjos quando tu me enlaças em teus braços.

Não sentimos o tempo,apenas ouvimos nossos corações nesse silêncio dos nossos abraços.

Amar-te é sentir o perfume do néctar retirado do mel da mais refinada flor,é deixar esse sentimento versejado em palavras de amor...

É tocar em tuas mãos e sentir o queimar de uma paixão por longos instantes,e assim....

Ficamos imóveis aos...

Sublimes sentimentos que nos envolvem.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

11 de setembro de 2015

Almas afins.

Assim tão juntos,somos duas almas transportadas para um mundo de sonhos.

Sinto teu corpo junto ao meu e o sopro de tuas palavras de amor,soando em carícias de amar.

Nossos encontros são momentos de ternura,levando-nos aos caminhos dessa viagem com laços de sonhar.

Não existem amarguras,somente loucuras de desejos de almas,percorrendo nossas entranhas 
e bem devagar,aprofundam-se firmes como garras de uma ave sem temer uma caída,mesmo que seja leve.

São almas afins,deixando-nos viver esse sentimento por alguns  momentos breves...

Mas longos nos sonhos de amar.

Carmen Lúcia-imagem-ange-0259-centerblog.

10 de setembro de 2015

Um discreto chorar.


O aroma das rosas chega a versos e prosas.

Deleito-me com os perfumes aderindo minha pele,e deixando evaporar dos meus poros,uma sutil suavidade.

Uma perfeita conexão do meu corpo com as pétalas abrindo-se ao mundo,e sorrindo para acalentar quem sabe...

Um discreto chorar.

Minhas lágrimas somem e são sorvidas pelos caules verdejantes,para deixá-las imponentes dançarinas,mostrando o quanto é importante aguar um amor.

Tão distante e não recebeu esse fluidificar,não absorveu a palavra amar e assim...

Ficou entre as lágrimas que hoje rolam como águas dos rios e desaguam entristecidas sobre as rosas,ficando somente entre os versos e prosas.

Carmen Lúcia-imagem-ange-0259-centerblog.




.


9 de setembro de 2015

Desafio noturno.



Tento esse desafio e procuro águas do mar,para banhar meu corpo e receber o luar.

Mas já começa escurecer,e parece tudo enegrecer,voos temerosos afrontam perigos do mar revolto.

Ao meu redor sinto o suavizar das ondas,como se em voz embargada falassem a mim:

Não temer e esperar o romper da madrugada,quando o sol surgirá em um novo amanhecer a ti.

Pássaros libertos sobrevoam e abrem suas asas nesse esvoaçar noturno,deslizam como plumas,sem precisar uma caída em alto mar.

Procuro dispersar meus pensamentos e libertar meus sentimentos,erguendo meus braços em acenos ao anoitecer,que submerge a lua deixando-a sumir sutilmente entre nuvens negras no final do horizonte.

O dia vai terminando e fico à espera de uma nova réstia solar,deixando calmaria para iluminar toda encosta do mar.

Carmen Lúcia-imagem-ange-0259-centerblog.

8 de setembro de 2015

Aderências.


Entre tantos escolhi o mais sublime para apresentar-me a ti.

 Vestes florais foram rebordadas em seda  cobrindo meu corpo,deixando apenas um fragmento de um colo desnudo.

Assim fiquei à espera da tua chegada naquela tarde de primavera,e com os encantos de outrora,refiz o tempo aos momentos de agora.

Um retrocesso me fez voltar e sentir o perfume das rosas vindas de aderências aos fios
em alinhavos,e a cada momento das vestes feitas, retornava a esse instante do passado.

Uma aderência deixada por marcas,em cada pedaço rebordado.


Carmen Lúcia-Imagem-Giovanni Boldini-Google.

7 de setembro de 2015

Independência do Brasil.

Quisera que a rosa amarela pudesse sorrir junto a nossa Bandeira,tendo a altivez como sempre foi,igualando-se imponente por um Brasil sorridente.

Quisera não vê-la mudar de cor,ser amarela e caule verde,ter o branco da paz e o azul do nosso céu,irradiando beleza no roseiral,sem espinhos,não deixando cortes sangrentos,nos mostrando um vermelho ferido.

Verde,amarelo,azul e branco são as cores que carrego no peito doído,por ver tantos irmãos combalidos,mas hoje Sete de Setembro,comemoramos a nossa Independência e pedimos clemência para que a Bandeira possa sempre tremular,como a rosa amarela a desfilar nos jardins e mostrar sorrisos.
Apesar dos conflitos,somos todos irmãos e nos reverenciamos,com as mãos no peito,cantando o Hino Nacional Brasileiro que aprendemos nos bancos escolares.

Viva Sete de Setembro e viva a Independência do Brasil.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

4 de setembro de 2015

Reencontro ao passado.

Volto na esperança de te encontrar novamente.

Um reencontro de almas unidas que um dia propuseram viver a vida eterna,mas aqui não o vejo...

Somente consigo sentir o meu pisar sobre flores semeadas por ti e que agora florescem nesse campo em uma terra fértil,mas começando desfolhar cada pétala em meu caminhar.

Elas sentem a tua ausência,precisam da tua presença.

Vivo na espera de te encontrar,mesmo que seja somente um vulto envolto em suave esfumaçar.

Fostes e não dissestes um até breve,apenas dissestes...
Um dia iremos nos reencontrar.

E esse passado marcado por tantos desejos,por tantos abraços e por tantos beijos ficaram bem atrás dos tempos de amar.

Um amor vivo ainda resiste mesmo sabendo que estás tão distante,mas insiste fazer parte do meu corpo transportando-me a esse reviver alegre,pois mesmo sem ti,as flores sorriem e sussurram a mim...


"Retornarás ao passado e logo ele estará entre os campos semeados e pelas mãos a levará ao abrigo de almas,para um eterno encontro de amantes amados".

E dessa forma...Fico leve e calma à espera desse novo reencontro ao passado.

Carmen Lúcia-Imagem-Anna Catharina-centerblog.



3 de setembro de 2015

A proposta.

Tu chegas como pássaro ofegante,e sussurras palavras de amar.


Meu corpo sente essa sensação,e transmite a ti uma paixão que o faz calar.

Emudecidos trocamos olhares apaixonados,sem precisar o tempo passar.

Somos dois seres amantes.

Somos como uvas colhidas nas parreiras chegando com o sabor em nossos lábios da colheita perfeita,e assim a transformamos em vinho e sorvemos... 
 O aroma do amor perfeito.

E para completar,o mar nos encanta com a suavidade de suas ondas e deixa nessa encosta a proposta de nos amar até o inicio de um clarear...

O sol começa a se esconder para um novo amanhecer.

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

2 de setembro de 2015

Sou Verso...Poema e Poesia.

Meus braços soltos ensaiam um voo livre como borboletas em danças nupciais.

A firmeza recai sobre meu corpo e o faz tão leve como plumas voando com esvoaçantes fios,caindo sobre a beira dos rios.

Procuro ouvir o canto da natureza,
procuro apontar o universo,mas... Em sutil regresso sinto ouvir cânticos do vento suavemente 
tentando levar-me ao bailado dos rascunhos,e como a lua quase seminua dispo-me desse estrelato.

Um céu mostra o azul,contrastando o branco das vestes como véus.

Sou carregada,e assim faço a viagem dessa passagem junto ao poema,chegando abrilhantado por anéis,para que sejam transcritos em papéis.

Sou poesia,sou poema sou a vida escrita nas entre linhas...Deixadas por minhas mãos nesse dançar de versos quase sem rimas,mas extáticos nas palavras de amar.

Sou Verso...Poema e Poesia.

Carmen Lúcia.Imagem-Claudineddu-centerblog.

1 de setembro de 2015

O florescer de Setembro.



Setembro mês das flores sorrindo para nós,dos pássaros alegrando nossas manhãs com seus cantos sonoros.

Vemos o abrir das pétalas das rosas,das margaridas,das violetas,das papoulas e das amarílis.

Um perfume começa evaporar,e o ar fica envolto das fragrâncias deixadas nos jardins.

Os jasmins cumprimentam todas as flores,e as recebem como seus amores.

Os bem-te-vis nos acordam com seus chilrear,anunciando mais um dia a iniciar.

Setembro tu chegas com o florir nos campos e com as borboletas mostrando cores e encantos.

Seja bem vindo Setembro e que tuas flores possam alegrar os olhares daqueles que a ti irão se reverenciar aos aromas através da brisa vinda pelos floridos prados,florescendo amor nos corações de todos enamorados.

Feliz Setembro a todos os amigos.

Carmen Lúcia-Imagens-Claudineddu e Google.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos

Amigos

Flores com carinho.

Flores com carinho.