Aos amigos.

Aos amigos.

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..
Amar é sentir a sensibilidade de uma flor.

29 de junho de 2016

Saudades de Ti.

Saudades de ti.
Saudades de ouvir o farfalhar das folhas sob nossos corpos que se entregavam em doces Outonos.
Saudades de ti.
Saudades dos risos nos lábios,dos desejos de mãos,e dos toques delicados à procura de união.
Saudades de ti.
Saudades dos cantos enobrecidos dos pássaros em voos ouvindo nossos murmúrios de amor como cânticos 
chamando-os aos ninhos para suas asas descansarem quando o sol se pôr.
Ah...Mas o Outono passou e tu não vieste,deixaste  saudades dentro de minh'alma como repouso para sentir-me calma e sonhar contigo por um breve retorno.
Saudades de ti...

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos Autorais.lei-9610.
Imagem-Google.

27 de junho de 2016

Viés de Corpos em Campos Floridos.

Sobre viés,alinhavamos perfis dos nossos corpos por entre meios dos campos floridos.
O sol irradia um sorriso,e aplaude essa união feita pela comunhão de sisos.
Juntos,envolves meu corpo entre tuas mãos,eu respiro o ar de te amar até a chegada do luar.
Confessamos nossa paixão e continuamos o alinhavo do víeis transpassado pelos arremates bordados em mantos dos escondidos musgos,deixando-nos emudecidos aos atos inconclusos.
Ah...Mas tu abrigas nesse campo teu corpo junto ao meu,leva-me ao embalo da paixão,e o rebordas com fios do amor os desejos dos campos em flor.  
E assim ficamos revestidos pelos arremates do destino.

Autoria Carmen Lúcia-Direitos Autorais,conforme lei 9.610.
Imagem-Cabschau.-centerblog.

24 de junho de 2016

Completos e Absolutos.


Um sentimento incontrolável impõe aos nossos corpos uma liberação unindo-nos a cada toque de mãos.
Frágeis e unificadas,transpassam poros sentidos,levando-nos aos momentos de eterno prazer.
Desejo sentir-te por inteiro e respirar junto a ti esse querer.
Cada palavra é sorvida pelos arrepios de nossos tatos,cada sensação libertina apodera-se a esses contatos.
A priori sentimos o quanto nos queremos e o quanto as nossas peles desejam esse aderir.
Tu e eu,completos e absolutos nessa entrega,como águas a fluírem tépidas.
Repouso o meu olhar ao teu,esperando essa fragilidade de noss'almas libertarem-se dentro de nós,e nessa infinita noite de amor sobre a lua quase adormecendo no céu,sentimos cair seu luar cobrindo-nos em véus,nesse instante de amar.

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos Autorais,conforme lei-9.610
Imagem-Google.

22 de junho de 2016

Tempo de Espera.

Tempo de espera!
De aquietar o pensamento,de nutri-lo com bons momentos nessa invulnerável hierarquia ao desprendimento.
Congelar atitudes insólitas deixando-as como presas,sem direito às defesas.
Cada passo será redimensionado ao caminho certo sem rastros incertos.
Tempo de espera!
Quimeras fazem jus a essa longa caminhada à procura desenfreada de parar o tempo,mesmo que sejam giradas entre volúpias do vento.
Tempo de espera!
Não há contra tempo se houver discernimento ao momento desejado por essa tão esperada quietude do pensamento.
Tempo de espera...

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos Autorais conforme lei 9.610.
Imagem-Google

20 de junho de 2016

Dedilhar além do linear do Mar.

Aos sons da harpa,tento suavizar esse momento lírico.
Faço a maestria dançante entre minhas mãos e as cordas solfejantes.
Sobrevoam águas e chegam aos anjos,para  deixarem murmúrios em leves cânticos.
Quem sabe ...Ouvirás em sons poéticos e decifrarás em cada nota o amor que a ti ofereço para um novo recomeço.
Minh'alma peregrina ligar-se-á em união da tua com o luminar de nobre lua.
Meu dedilhar irá além do linear do mar,além das fragas que represam águas.
Sei que chegarás antes dos acordes adormecerem,pois a noite descerá seu manto ao luar,deixando apenas estrelas ofuscarem teu caminhar.
Espero por ti,além do linear e junto aos sons de um dedilhar. 

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos autorais conforme lei-9.610
Imagem-Google.

17 de junho de 2016

Sem Subjugo.

Sem subjugo nossos corpos entregam-se diante do mar.
A força da maré é ínfima quando se aproxima na fina areia repousando com suavidade e delicadeza seu retorno ao embalo dos cânticos da sereia.
Raios solares invadem o universo e douram em transversas ondas dançarinas,chegando com sabor salino aos nossos beijos trocados,e tu como meu Orfeu poeta,sussurras versos entre as linhas dos meus lábios doados.
Escondidos sons de liras melodiosas tocam para nós em finos acordes,sustentando-nos nesses líricos momentos de amar.
Ah...Poeta,tu fizestes a descoberta da canção dessa louca noite de paixão que melodiosamente nos espera sobre  águas do mar.

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos autorais conforme lei -9.610

Imagem-Cabschau-centerblog.

15 de junho de 2016

Por alguns Instantes.

Por alguns instantes,fico seminua recobrindo meu corpo com transparentes vestes,para ensaiar uma viagem ao encontro de ti.
 Como flamingos em danças amorosas,voos tentadores pedem uma transformação,mas a paixão segura me faz renascer sem deslizes e audácias.
E assim,aos arremates do tempo e na volúpia do esvoaçar dançante,
apresentar-me-ei como tua amante em suntuosas sedas semitransparentes.
Aqueço-me para doar-te a chama do amor.
Sobrenaturais desvios conduzem-me aos desencontros,e não consigo compartilhar junto a ti essa entrega de minh'alma viajante,mas com altivez tento ascensão à plenitude do querer ficando à espera desse prazer por alguns instantes...
Somente por alguns instantes...

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos autorais,conforme lei-9.610

Imagem-Cabschau-centerblog.


13 de junho de 2016

Giros de Pinceis.

Somos a poesia deixada nas pinturas da vida.
Somos a subsequência das pinceladas de amor dentro dos nossos corpos.
Somos o deleite dos versos sentidos e amados,sendo transferidos por brisas e colados como suportes.
Murmurar a palavra amar,faz parte da composição dessa arte.
Tu chegas e deixas as marcas dos beijos pedidos nos prazeres do limite à libido.
Ah...Fonte dos desejos... Ouvimos tuas águas borbulharem aos cânticos e solfejos,mas estás tão longe para batizar a nossa união.
Que pretensão!
Somos apenas duas almas trasportadas
nos giros de pinceis aos pergaminhos coloridos dos refinados papéis.

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos autorais conforme lei 9.610.

Imagem-Cabshau-centerblog.

10 de junho de 2016

Ah...O quanto é bom Amar.Feliz dia dos Namorados.

Ah...O quanto é bom amar!
Saber saborear esse néctar dos lábios do ser amado e deixá-lo depositado como seiva a cada beijo trocado.
Respirar o mesmo ar,sentindo os mesmos desejos.
Aspirar e expirar esse aroma unindo-o ao querer das carícias em arrepios,deixando-o percorrer pelas entranhas sentindo a sensação inexplicável desse sentimento arrebatador que é o amor.
Juras compactuadas e toques mútuos caminham juntos em uma união à libido da sedução.
Suavemente,corpos se atraem aos olhares e como a amplidão dos mares,identificam-se aos navegantes, aprofundando-se ao infinito das águas do mar de amar.
A loucura chega através desse naufrágio,limitando-se saciar a sede do aderir umedecido a essa paixão envolvente,deixando-os emudecidos com a calmaria desse prazer ardente. 

Amigos,dia 12 de junho aqui no Brasil comemoramos o Dia dos Namorados,portanto deixo um poema a todos enamorados.
"Não importa a idade e sim a cumplicidade mútua de comemorar esse dia,ofertando ao seu amor,palavras vindas do fundo d'alma,escritas em pergaminho com inscritos para que dure uma eternidade."

Autoria-Carmen Lúcia-Direitos Autoriais,conforme lei-nº-9.610

Imagens-Cabschau-centerblog e Google.




8 de junho de 2016

Aprendi.

Aprendi,a tecer o fio da transparência subsequente aos caprichos desse amor ardente.
São tramas tecidas e aplicadas para revestir véus que encobrem vestígios dessa sensação de uma paixão declarada e que deseja ficar enclausurada dentro de nossos corpos para vir à tona ao anoitecer captando do luar a claridade transparente de um viver.
Somos levados como os fios que tecem os ninhos,deixando-os encobertos,a fim de descobri-los no momento em que a pureza do amor começar a florir.
Purezas em palavras e toques cautelosos transpassam aos encontros de mãos e laços ardorosos dessa união. 
Aprendi,com os fios tecidos pelo tempo,revestir as vestes de amar nesse ato transparente do teu e meu olhar.

Autoria-Carmen Lúcia- direitos autorais,conforme lei nº 9.610.
Imagem- Cabschau-centerblog.

6 de junho de 2016

Miragem.


Uma história de amor sussurrada aos assobios dos ventos e  desafios da vida é deixada em papiros escritos,para ser lida e relida.
Uma sensação de poder requer a segurança dessa aliança.
Ah...Liberdade desse desafio escrito pelas mãos através dos grãos de areia...São transcritos para os papéis entre pétalas e anéis.
O suspirar dessas almas,agradecem por esse voo liberto finalizando essa missão em forma de prece.
Uma história vivida por dois seres em busca da realidade,mesmo sendo simples miragem.
Seres que se encontram e se entrelaçam por abraços e beijos,ficando suas almas à procura da conquista dos desejos.
Como peregrinos caminham sobre o deserto ao encontro do oásis para que sejam aguadas as rosas deixadas como fantasias adormecidas nas poesias em versos e prosas.

Autoria-Carmen Lúcia-Imagem-Cabschau-centerblog.

3 de junho de 2016

Viagem dentro de Nós.


Despertos nesse adormecer,
viajamos pelas galáxias e tocamos nas estrelas para que iluminem cada passo dessa evolutiva transformação.
Sensações de sonhos transportam-nos ao infinito,para que seja finita em noss'almas essa sobrevivência sob profundas evidências. 
Nossos corpos sentir-se-ão sugados por nossas aderências.
Minhas mãos tocam em ti sentindo um pulsar arrítmico.
Tento abrir meu olhar,mas aos poucos,cerram-se ao encontro dos teus,na espera de um revolutear.
Como anjos,tentamos fazer grandes voos para chegarmos ao universo ouvindo os cantos idolatrados,porém somos terráqueos e precisamos sair dessa quimera,acordando nossos corpos para voltarmos a essa realidade,sem sonhos e com grandes verdades.
Tu tens o poder de deixar meu corpo acordar pelo sopro da vida,e assim juntos unimo-nos na volta dessa passagem.
Uma viagem feita dentro de nós...

Carmen Lúcia-Imagem-Google.

1 de junho de 2016

Simbiose.

Loucuras e devaneios transportam-nos nessa simbiose de dois seres em comum,
levando-nos aos caprichos profundos dos desejos incomuns.
Os contatos de dois corpos e os arrepios dos tatos
contraem-se e saciam essa sede de amar.
Captar o vínculo que nos une,faz de um sopro arrebatador levitar-nos ao ápice total do amor.
Umedeça meus lábios e receba a troca dos teus beijos selados com juras de paixão por cada beijo trocado.
Somos voláteis e nossas asas sobrevoam junto a nós como abstratas,dando-nos o subterfúgio de esconderem-se entre nossos corpos para dar-nos a segurança de não cairmos na insegurança dessa liberdade de voar em cada linha contornada por nossas peles nesse sentimento liberto,e como simbiose entre dois seres vivos...Vivemos do mesmo líquen que nos aderem,nos igualando ao beija-flor sugando o néctar de cada flor.

Carmen Lúcia-Imagem Google.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos

Amigos

Flores com carinho.

Flores com carinho.